Insucesso escolar

É possível afirmar que nos encontramos numa situação de insucesso escolar quando uma criança ou jovem apresenta um aproveitamento académico abaixo do que seria de esperar no seu nível escolar ou escalão etário. Este conceito não é contudo, técnico ou clínico, não sendo detentor de um quadro passível de diagnóstico.  Pode, no mesmo sentido, decorrer de diversas causas, as quais poderão ser tanto de caráter estrutural e permanente, como isoladas ou decorrentes de situações também elas ausentes de um diagnóstico clínico. No entanto, pode considerar-se como transversal, o facto de situações de insucesso escolar gerarem nas crianças ou jovens que o experienciam, sentimentos de tristeza e frustração, por não verem os seus objetivos alcançados, assim como a certeza de não estarem a corresponder com as expetativas daqueles que as rodeiam, como pais, professores, colegas ou outros.

Para quem?

Os acompanhamentos na área do insucesso escolar dirigem-se a todas as crianças e adolescentes que apresentem um aproveitamento escolar abaixo do esperado para o seu nível escolar.

Estas dificuldades poderão ser causadas por uma dificuldade específica de de aprendizagem, dificuldades atencionais, técnicas e métodos de estudo ineficazes, entre outros. Deste modo, antes de se dar inicio a um programa de intervenção, terão que ser realizadas sessões de avaliação que consigam identificar o perfil de aprendizagem do individuo.

Como decorre?

AVALIAÇÃO:

No caso do pedido de avaliação ser dirigido para uma criança, a primeira entrevista é realizada com os pais, no sentido de recolher informação sobre o historial da criança nas suas diferentes vertentes do desenvolvimento, fazendo- se igualmente nesse momento, a descrição do problema nas suas diferentes variáveis.

A partir da segunda sessão, o técnico dá inicio à aplicação das baterias de testes que poderão auxiliar na caracterização das dificuldades da criança.

Estas primeiras consultas estão englobadas na fase de avaliação, que abrange três ou quatro sessões, cujo objetivo é realizar o diagnóstico e identificar os fatores associados à manifestação das dificuldades nos diferentes contextos.

Ainda durante este processo de avaliação, o professor titular ou o diretor de turma são contactados pelo técnico do SEI com o objetivo de recolher informação acerca do contexto escolar.

A última etapa desta avaliação prende-se com a entrega de um relatório aos pais acompanhado de uma caracterização detalhada das áreas avaliadas e das necessidades terapêuticas traçadas numa proposta de intervenção.

INTERVENÇÃO:

As sessões têm duração de 50 minutos e a periodicidade das mesmas dependerá das necessidades de cada criança.

Onde?

As sessões de intervenção decorrem nas instalações do SEI ou poderão ocorrer em regime de domicílios, em casa ou na escola, desde que o programa terapêutico seja possível de aplicar nesses contextos.

MARCAÇÃO DE CONSULTAS

Preencha o formulário abaixo para agendar uma consulta. Iremos entrar em contacto consigo para confirmar o horário, a especialidade e o técnico.

DÚVIDAS? Use o serviço PERGUNTE AGORA antes de agendar a consulta. Respostas rápidas e claras dos nossos técnicos. Deixa a sua pergunta >