Psicopedagogia

 

O psicopedagogo é um profissional preparado para identificar porque razão algumas crianças, adolescentes ou adultos têm dificuldades em aprender. 

Há, por exemplo, crianças com discalculia, uma perturbação neurológica que gera dificuldades em quantificar as coisas. Para uma criança com discalculia uma simples soma pode ser uma dor de cabeça.  

E uma letra demasiado feia, cheia de borrões, é desorganização ou pode ser sinal de disgrafia, uma perturbação psicomotora que leva a dificuldades no desenho ou grafia da letra? 

A falta de um correto diagnóstico faz com que muitas vezes a preguiça, a falta de estudo ou de atenção sejam apontadas como as únicas causas do insucesso escolar. 

Mas, à luz da psicopedagogia, sabemos hoje que, há várias perturbações que podem justificar, por exemplo, as dificuldades na matemática, ou as dificuldades de uma criança aprender a ler e a escrever. 

A nossa equipa é especializada em diagnosticar as causas que dificultam a aprendizagem e está preparada para definir as estratégias para as ultrapassar. 

A compreensão do problema é meio caminho andado para superar as dificuldades. Primeiro, porque conhecer a razão dos obstáculos é um importante contributo para o aumento da segurança, essencial para o sucesso de qualquer intervenção. Segundo, porque permite desenvolver o outro lado, o das capacidades. 

Para quem?  

A psicopedagogia é uma importante ajuda para todas crianças e adultos que revelem problemas de aprendizagem, ao nível da leitura, da escrita, do cálculo e do grafismo e perturbações do desenvolvimento, como a hiperatividade ou o défice de atenção. 

O psicopedagogo é capaz de definir as aptidões individuais e a forma como interferem quando estamos a assimilar determinados conteúdos.  

É por isso um profissional que, para além de diagnosticar dificuldades de aprendizagem especificas, provocadas frequentemente por dificuldades do desenvolvimento neurológico, pode ser também uma ajuda para quem queira conhecer melhor o próprio perfil cognitivo e otimizar os processos de aprendizagem.  

A Intervenção:

Muitas crianças e adultos, vivem meses, ou anos, a sentir que estão a falhar ou a sentirem-se diminuídos perante parceiros de estudo. 

É importante perceber que nas dificuldades de aprendizagem habitualmente não há uma inteligência inferior. 

Na nossa intervenção o primeiro passo é a definição do problema. Identificar as dificuldades vai permitir trabalhar e valorizar as aptidões mais fortes. 

Quando estamos perante crianças, a primeira sessão conta sempre com a colaboração dos pais ou encarregados de educação, importantes contributos para a recolha inicial de informações essenciais para uma primeira orientação do psicopedagogo. 

As sessões seguintes são orientadas para uma avaliação psicopedagógica, com recurso a vários instrumentos o psicopedagogo vai definir as aptidões mais fortes e aquelas em que são reveladas maiores dificuldades.  

Nesta fase, os profissionais do SEI procuram também informações junto da escola e dos professores, para compreender o contexto escolar em que se insere a criança. 

No final é feito um relatório detalhado com as áreas avaliadas e a terapêutica necessária. 

A intervenção pode passar por reeducação ou treino de aptidões de leitura e escrita ou de cálculo, pelo treino cognitivo ou por programas comportamentais. 

As estratégias que, dependem de cada caso, podem ser aplicadas apenas durante as consultas regulares, ou também em casa com a ajuda dos pais e na escola com o apoio dos professores. 

MARCAÇÃO DE CONSULTAS

Preencha o formulário abaixo para agendar uma consulta. Iremos entrar em contacto consigo para confirmar o horário, a especialidade e o técnico.

DÚVIDAS? Use o serviço PERGUNTE AGORA antes de agendar a consulta. Respostas rápidas e claras dos nossos técnicos. Deixa a sua pergunta >