Centro de Desenvolvimento e Aprendizagem
Destaques    |    Parceiros    |    Localização    |    Newsletter

DESTAQUES
Avaliar crianças com dislexia: dicas para professores
2014-10-16
Crescer com dislexia pode ser desafiante, quer para as crianças que a apresentam, quer para os professores que tenham de lidar com ela em contexto de sala de aula. Por um lado, dificuldades ao nível da lecto-escrita acabam sempre por reflectir-se em dificuldades na aquisição de todas as disciplinas, sempre que estas impliquem o recurso à leitura e à escrita. Isto pode tornar-se frustrante para crianças com dislexia, as quais podem acabar por sentir-se menos inteligentes e menos capazes do que na realidade são. 

Ver Todos
Ver
OFICINA DE ARTES E COACHING
2014-10-10
Aula experimental no dia 28 de Novembro - Crianças com mais de 6 anos, jovens e adultos

Ver Todos
Ver
Métodos de Estudo para aumentar o rendimento escolar do seu filho
2014-09-15
Bem-vindo a mais um ano lectivo! E porque a escola ainda agora começou, esta é a altura ideal para refletir sobre a implementação de métodos de estudo e estratégias que permitam ao seu filho rentabilizar o seu desempenho escolar, e tirar o máximo partido dos contéudos que irá aprender ao longo de mais um ano lectivo.

Ver Todos
Ver
Campanha de Despiste de Dificuldades de Aprendizagem no âmbito do SEI Solidário
2014-09-15
No início deste ano lectivo, o SEI Solidário irá promover uma campanha de despiste de Dificuldades de Aprendizagem inteiramente gratuita. Esta campanha destina-se a crianças do 1º ciclo provenientes de famílias com dificuldades económicas, que manifestem sinais de alerta de dificuldades de aprendizagem e que nunca tenham beneficiado de avaliações psicopedagógicas.

Ver Todos
Ver
Estimular a inteligência emocional do seu filho
2014-07-16
Daniel Goleman, psicólogo e escritor americano, define Inteligência Emocionalcomo sendo a capacidade de reconhecer, compreender e gerir os nossos próprios sentimentos e emoções, assim como uma maior facilidade em reconhê-los e compreendê-los nos outros.

Ver Todos
Ver
Insucesso Escolar: o que fazer?
2014-06-09
Chegado o final de mais um ano letivo, é também chegado o momento de refletir sobre o desempenho escolar do seu filho, particularmente se tiver havido algum tipo de insucesso escolar como resultado de dificuldades na aquisição dos conteúdos curriculares. 

Ver Todos
Ver
Ateliers de Arte – verão 2014
2014-05-23
Experimentar, participar, criar, brincar, comunicar, explorar, tudo isto pode ser feito nos Ateliers de Arte que o Centro SEI preparou para os mais pequenos, para os meses de Junho e Julho.

Ver Todos
Ver
Orientação Vocacional: o que é e para que serve?
2014-05-12
Decidir sobre o caminho a tomar em termos profissionais, não é fácil. Sobretudo para todos aqueles que se sentem atraídos por várias opções diferentes e, mais ainda, para aqueles que se sentem inseguros acerca das suas aptidões e talentos. De igual modo, existe a pressão de se escolher uma via profissional que proporcione, além de realização pessoal, autonomia financeira. Neste aspecto há, naturalmente,  áreas profissionais mais desafiantes do que outras.

Ver Todos
Ver
Terapia de Grupo para Pais Adotivos
2014-04-15
A partir de 10 de maio, uma vez por mês, o Centro SEI será o ponto de encontro do Grupo de Apoio à Adoção (GAA). Um espaço de comunicação e reunião onde se irá promover a partilha de emoções, motivações e experiências pessoais relacionadas com a experiência da adoção.

Ver Todos
Ver
Workshop sobre Stress Avaliativo
2014-04-07
Aprender é muito mais do que apenas memorizar, reproduzir conteúdos e saber aplicar fórmulas. Aprender a aprender e aprender a saber fazer face aos momentos de avaliação, são competências desenvolvidas ao longo do amadurecimento e do crescimento individual. Numa perspetiva psicopedagógica da aprendizagem, entram em ação muitas outras variáveis que, embora não sejam cognitivas, poderão ter um grande impacto nesse momento, sendo uma das mais importantes o nosso lado emocional: sentir que se sabe, sentir que se é capaz, sentir que se consegue.

Ver Todos
Ver
Parceria com Montepio Geral (Associação Mutualista)
2013-01-09
O SEI apresenta o seu novo parceiro - MONTEPIO GERAL ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA. Duas instituições que se unem, para em conjunto, conseguirem prestar melhores serviços na área da educação e do desenvolvimento infantil.

Ver Todos
Ver
Parceria com Associação Pais Conde Oeiras
2013-01-08
SEI e Associação de Pais Conde Oeiras - uma nova parceria na educação e na aprendizagem para pais e alunos da Escola Conde Oeiras. Uma resposta às necessidades do desenvolvimento infantil: avaliação, intervenção e formação.

Ver Todos
Ver
CONTACTOS

geral@centrosei.pt
214 570 322
934 112 233



TERAPIA DA FALA

A terapia de fala conjuga conhecimentos derivados de uma variedade de disciplinas ou áreas científicas, incluindo as ciências médicas e biológicas, ciências do comportamento, ciências da linguagem e da comunicação, incluindo a linguística, a fonética e a fonologia, a tecnologia aplicada à fala, assim como a área especializada da patologia e terapêutica da fala e da linguagem.

O terapeuta da fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, tratamento e estudo da comunicação humana e perturbações relacionadas. Neste contexto, a comunicação humana engloba todos os processos associados à compreensão e à produção da linguagem oral e escrita, assim como todas as formas apropriadas de comunicação não verbal (CPLOL - Colónia 1994).

Para quem?

Indivíduos com perturbações nas áreas da fala (perturbações articulatórias, disartria, apraxia, gaguez, disfonia, perturbações da voz) e da linguagem (perturbações na criança - atraso do desenvolvimento da linguagem (ADL), perturbação específica do desenvolvimento da linguagem (PEDL), dificuldades de aprendizagem, perturbações no adulto – afasia) bem como perturbações relacionadas com as funções auditiva, visual, cognitiva (incluindo aprendizagem), oro-muscular, respiração, deglutição e voz. As perturbações podem ser simples ou complexas.

O terapeuta da fala atua a qualquer nível, no sentido da prevenção da ocorrência ou do agravamento de perturbações na comunicação, através do ensino, informação, rastreio para despiste precoce de perturbações na criança e/ ou adulto e, qualquer outra ação apropriada para os indivíduos e o seu meio.

Como decorre?


AVALIAÇÃO:

O processo de avaliação pressupõe um estudo completo de todos os aspetos, funcionais ou outros, da competência comunicativa e das modificações, observados nos indivíduos (que podem ou não consultar o Terapeuta da fala por sua iniciativa), tendo em conta as suas necessidades e características do seu meio social.

A avaliação é um processo contínuo que pode envolver a colaboração de outros profissionais ou áreas. O Terapeuta da fala estabelece o diagnóstico através da avaliação objetiva e observação clínica e formula hipóteses acerca da natureza e duração da intervenção.

Ainda durante este processo de avaliação o Educador será contactado pelo técnico do SEI com o objetivo de recolher informação acerca do contexto escolar.

A última etapa desta avaliação prende-se com a entrega de um relatório aos pais, acompanhado de uma caracterização detalhada das áreas avaliadas e das necessidades terapêuticas, traçadas numa proposta de intervenção.

INTERVENÇÃO:

A intervenção terapêutica pode ser direta ou indireta. Envolve terapia, reabilitação e reintegração no meio social e profissional, assim como intervenção precoce, orientação e aconselhamento. A intervenção tem por objetivo levar o paciente, de acordo com as suas possibilidades, ao nível ótimo de funcionamento e de comunicação que corresponde ao seu meio – social, educacional e profissional - no sentido de alcançar ou manter a autonomia. A idade não é importante, pois as perturbações podem aparecer em qualquer idade e podem ser de desenvolvimento ou adquiridas.

No caso de patologia médica, a intervenção do terapeuta da fala pode complementar a intervenção médica. A terapêutica da fala também envolve a colaboração em programas terapêuticos num contexto multidisciplinar.

Ao longo do processo de intervenção são realizadas reavaliações no sentido de recolher informação acerca do ritmo de desenvolvimento, acerca das áreas que ainda precisam de ser alvo de intervenção, ou acerca da necessidade de continuar com a intervenção.

As sessões têm duração de 50 minutos e a periodicidade das mesmas dependerá das necessidades de cada individuo.

Onde?

As sessões de intervenção de terapia da fala decorrem nas instalações do SEI ou poderão ocorrer em regime de domicílios, em casa ou na escola, desde que o programa terapêutico seja possível de aplicar nesses contextos.



DISLEXIA
SITE: www.dislexia-online.pt


DISCALCULIA
SITE: www.discalculia.pt


PHDA
SITE: www.hiperatividade-online.pt