Orientação Vocacional: três percursos possíveis para os alunos que acabam o 9º ano

Quando chegados ao final do 9º ano, os alunos podem prosseguir os seus estudos optando por um de três percursos possíveis: os cursos científico-humanísticos, os cursos profissionais e os cursos artístico-especializados. Cada um destes percursos presenta ele próprio várias opções, permitindo aos alunos um leque de escolhas muito alargado. Em seguida, explicamos-lhe as especificidades de cada um destes cursos.

Cursos Científico-Humanísticos

– Ciências e Tecnologias
– Ciências Socioeconómicas
– Línguas e Humanidades
– Artes Visuais

Cursos Profissionais

– 39 áreas de formação

Cursos Artístico-Especializados

– Artes Visuais e Audiovisuais
– Ciências Socioeconómicas
– Línguas e Humanidades
– Artes Visuais

Os cursos científico-humanísticos pretendem preparar os alunos para a continuidade dos estudos no Ensino Superior. Neste caso, o aluno obtém um diploma de Ensino Secundário (12º ano), bem como o nível 3 de qualificação do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ). Existem quatro cursos científico-humanísticos organizados por domínios do conhecimento: ciências e tecnologias, ciências socioeconómicas, línguas e humanidades e artes visuais. Todos estes cursos têm em comum a Componente de Formação Geral (português, língua estrangeira, filosofia e educação física), variando apenas na Componente de Formação Específica (uma disciplina trienal, duas bienais e duas anuais) e proporcionando ao aluno várias opções de escolha ao longo do ensino secundário.

Dentro destes: o curso de ciências e tecnologias está mais direcionado para cursos relacionados com a área da engenharia, saúde ou investigação científica; o curso de ciências socioeconómicos direciona-se para a área da gestão, economia e marketing; o curso de línguas e humanidades está relacionado com a área do jornalismo, literatura e ciências sociais; finalmente, o curso de artes visuais direciona-se para a área da arquitetura e design.

No caso dos cursos profissionais, o principal objetivo é preparar os alunos para o mundo do trabalho, privilegiando uma formação mais prática e o desenvolvimento de competências para o exercício de uma profissão. Aqui, obtém-se um diploma de Ensino Secundário, bem como o nível 4 de qualificação do QNQ. Apesar de não ficar excluída a a possibilidade de prosseguir os estudos no Ensino Superior, é aconselhável optar por um curso científico-humanístico para os alunos que pretendem ir para a universidade, visto que os cursos profissionais não preparam os alunos nem para o ingresso, nem para a continuação dos estudos no ensino superior). Os cursos profissionais incluem três principais componentes de formação – Sociocultural, Científica e Técnica – encontrando-se distribuídos por 39 áreas de formação (alguns exemplos: jornalismo, gestão e administração, construção civil, serviços de saúde ou hotelaria e restauração).

Os cursos artístico-especializados pretendem desenvolver as aptidões ou talentos artísticos dos alunos, o que lhes permitirá exercer uma profissão num ramo artístico. Tal como no caso dos cursos profissionais, o aluno obtém um diploma de Ensino Secundário, bem como o nível 4 de qualificação do QNQ. Os cursos estão organizados por três domínios: Artes Visuais e Audiovisuais, Dança e Música.

Artigo publicado pelo Sei – Centro de Desenvolvimento e Aprendizagem.

%d blogueiros gostam disto: